quinta-feira, 11 de novembro de 2010

De primeira na casa da amiga

Na época tinha só treze anos, já tinha feito boquete pra alguns garotos, já tinha até chupado boceta, mas sexo de verdade mesmo eu nunca tinha feito. E não via a hora de poder fazer logo, via sexo na internet todo dia, e ficava louca pra fazer logo mas com medo da dor que ia sentir e de alguem descobrir também nunca tinha feito.
Eu morava em uma cidade pequena do interior do Tocantins, e minha mãe era muito ciumenta, nunca deixava eu sair de casa. O unico lugar que eu ia pra me divertir era na casa de uma amiga minha a Emma.
Em uma dessas passadas dela casa dela já tinha dado uns beijinhos no primo dela que morava lá, o Robson, mas nesse dia especialmente ele estava lindo. Bom ele era moreno, alto, forte, devia ter uns vinte anos na época, e eu era até bem gostosinha. Sou morena, cabelos cacheados pretos, bunda bem grande (foi o que me disseram)e uma boca bem carnuda.
A Emma que já sabia dos nossos esquemas fazia tempo deu um geito de me deixar sozinha no quarto com o Robson, bom a gente converssou um pouco e logo começou a se beijar, ele começou a pegar mais forte em mim, e quando vi ele estava tirando a minha blusa, pedi pra ele parar:
__Para Robson, eu não quero fazer nada._ mentira, queria sim( rsrsrs)
__Deixa vai, eu prometo que vai ser bom.
Ele falava todo mansinho querendo me convencer.
Fiz cu doce um pouco mais acabei deixando ele tirar a minha blusa, ele veio e lambeu o bico do meu peito bem de vagar, com a lingua quente foi decendo em volta do peito passando pela minha barriga, e já estava começando a abrir o ziper do meu shortinho, quando eu pedi pra ele parar denovo.
__Não Robson, para, a gente nem é namorado, como voce já quer transar comigo?
__Mas a gente vai namorar, se voce deichar eu brincar com voce, ta bom?
Meu Deus como eu era infantil, é claro que ele não estava falando sério, mais eu já estava tão louca querendo que ele me comesse logo que nem liguei e deixei ele fazer o que quisesse comigo.
Ele tratou de tirar logo meu shorts, e afastar minha calcinha pro lado, dai ele começou a passar a lingua bem de leve na minha boceta, só com a pontinha da lingua, nossa aquilo era maravilhoso, eu me segurei pra não gemer, ele foi lambendo com maisintensidade, hummm só de lembrar eu fico molhada, quando ele percebeu que eu estava gostando de mais porque me retorcia inteira, ele começou a chupar minha boceta com força.
AHHH eu gemi quase que engasgado com medo de que alguem escutasse. Me pareceu que ele se sentiu orgulhoso de me fazer gemer e se levantou com um sorriso no rosto me pegou pela nuca, e ficou de joelhos na minha frente
___Me chupa, vai morena.
Mais só se for agora, pensei, sou expert nisso, desde pequena eu chupava as rolas dos meus primos atras da casa da minha vó, sempre deichava meus namoradinhos colocarem na minha boca, mas nunca ma minha xoxotinha,rsrs.
Peguei o pau dele fazendo de conta que não sabia o que estava fazendo, fui lambendo da cabeça ao talo e voltando em seguida, ele olhou pra mim, e já estava louco pra que eu enfiasse tudo na boca logo,__chupa vai safada, enfia minha rola nessa sua boquinha linda.
Não me fiz de rogada, botei a rola dele na boca e comecei meu vai e vem, sempre dando umas lambidinhas na cabeça só pra ouvir ele grunir baixinho, arhhr, ele fazia comecei a chupar com mais força e a enfia até o fundo da minha gargarnta, ele agarrou no meu cabelo e me forçou a afastar a cabeça pra trás.
__Para se não eu vou gozar.
Agente deitou na cama, ele suado e com a respiração profunda, eu sabia que tinha feito o trabalho direitinho, mais estava um pouco preocupada porque sabia o que vinha em seguida. A pica do Robson era a mais grossa que eu já tinha visto, com uma cabeça enorme, que dava até medo. Ele se virou e deitou por sima de mim, ficou passando a cabeça do pau dele na minha boceta, pra sima e pra baixo.__Posso meter?
Ele perguntou com todo carinho, eu respirei fundo e fiz que sim com a cabeça, ele começou a forçar a entrada da cabeça devagar,e eu me segurando pra não fazer um barulho que acordase a casa inteira, acho que ele percebeu eu me pergutou se tava doendo, eu disse que sim.
__Pois então aguenta caladinha.
Me surpreendi, ele tinha sido tão gentil, ele segurou minha perna esquerda e coloucou por sima do ombro dele,( não comentei, mais sou bailarina, muta elasticidade) e começou a bombar de verdade,nossa doeu muito no começo, ele tirou pra ver e surpresa a cama estava suja de sangue,__voce é virgem?
__uhum, foi só o que consegui responder, ele saiu de sima de mim, deu uma olhada pela janela pra ver se não tinha niguem, me colocou de landinho, e falou no meu ouvido__ Desculpa, mas agora que eu começei não vou mais parar. Ele colocou a rola pra dentro de novo e voltou a meter, não me segurei mais e comecei a gemer, poque estava doendo, ele colocou a mão na minha boca e continuou bombando na minha boceta.
A dor foi passando e começou a ficar bom, e ele percerbeu que eestava gemendo baixinho e me virou de costas com a bunda pra sima, enfipu na minha boceta e meteu a até gozar.
Depois ele vestiu a roupa dele, e saiu dizendo que depois nós conversavamos sobre o namoro.
Bom gente esse é meu primeiro conto, e eu espero que voces gostem, eu me diverti muito fazendo
Gozem bastante!

2 comentários:

  1. Foi muito bom seu conto, espero ler mais outros e queria te pedir so uma coisinha para vc contar os minimos detalhes.

    Beijão

    ResponderExcluir